Melhores práticas dos membros do CDP Supply Chain 2016

Início » Noticias » Melhores práticas dos membros do CDP Supply Chain 2016

Impactos ambientais e sociais de uma organização podem estar além do escopo dos ativos que essa detém e gerencia. Impactos, positivos ou negativos, podem ser encontrados à montante ou à jusante em uma cadeia de valor. Por isso, as estratégias para avaliação dos impactos e de­nição das prioridades em prol da sustentabilidade devem considerar desde o fornecimento e logística de entrada, passando pela produção e operações, até a distribuição, uso e destinação ­final de produtos e resíduos.

Segundo CDP (2015) – Programa Supply Chain - em média, mais de 50% das emissões das empresas provém da sua cadeia de valor. Se analisarmos determinados setores como o de varejo e tecnologia da informação, percebemos que esses impactos estão ainda mais distribuídos, de modo que os fornecedores podem representar mais de 60% das emissões de carbono de uma empresa. Diante disso, a gestão de emissões ao longo da cadeia de valor se faz necessária para proteger e gerar valor para o negócio. Neste sentido, uma das práticas organizacionais em evolução tem sido o engajamento dos fornecedores nos temas de sustentabilidade, tais como: redução de emissões, planejamento para uso e reuso de água, entre outros. O Programa Supply Chain do CDP permite, por meio da análise dos riscos e oportunidades associados às mudanças climáticas e gerenciamento das emissões de gases de efeito estufa, um gerenciamento estratégico da cadeia de valor.

A abordagem colaborativa e inovadora tem contribuído para o alcance das metas dos clientes e de seus fornecedores. Ela possibilita acesso a informação por meio de treinamentos e contribui para a ampliação do conhecimento sobre o tema. Além disso, ao longo dos anos, as experiências positivas e negativas em relação às mudanças climáticas e a gestão da água, por exemplo, têm gerado conhecimento organizacional valioso e vantagem competitiva para os envolvidos: membros, fornecedores, recursos naturais e sociedade.

Como forma de avaliar e difundir casos de sucesso, o CDP em parceria com o Insper escolheu 3 membros do Programa Supply Chain para compor esta publicação sobre as “Melhores Práticas em Gestão de Fornecedores”. Os 3 membros são: Arcos Dorados, Braskem e Ultragaz.

Os dados foram coletados nos relatórios anuais, documentos públicos das empresas escolhidas e foram complementados com informações coletadas em workshop de compartilhamento de “Boas Práticas na Cadeia de Valor” realizado no ­final de 2016. Durante o evento, os representantes das 3 empresas membros apresentaram seus programas para fornecedores e discutiram os principais benefícios de reportarem e de terem seus fornecedores reportando seus resultados ao CDP.

+ Veja o relatório completo

Veja também